novos-conceitos_hayashi_2
novos-conceitos_hayashi_1
novos-conceitos_hayashi_4
novos-conceitos_hayashi_2
novos-conceitos_hayashi_1
novos-conceitos_hayashi_4

Novos Conceitos na Utilização dos Microimplantes – Pequenos movimentos dentários sem braquetes

Autor(es): Haruyuki Hayashi

R$90,00 E frete grátis para todo o Brasil!

  • SUMÁRIO

    – Pequeno Movimento Dentário (PMD) Usando Microimplante de Ancoragem
    PMD com Uso de Microimplante por Clínicos Gerais
    1) Características de tratamento ortodôntico pelo clínico geral
    2) PMD sem aparelhos com braquete: Uma alternativa favorável para os pacientes
    3) Aparelhos e mecanismos feitos com facilidade
    4) Diminuição do tempo de tratamento
    5) Inserção do microimplante feita com facilidade

    1. Verticalização molar feita facilmente usando microimplante de ancoragem
    1-1. Verticalização do segundo molar inferior inclinado para mesial: Microimplante inserido no lado distal
    Métodos de verticalização
    Méritos dos implantes ortodônticos para os clínicos e pacientes
    Cuidados para inserir microimplantes na região do molar inferior
    Problema do caso 1-1
    1-2. Prevenindo a extrusão quando verticalizar: Aplicar uma corrente elástica de força ao longo da superfície oclusal
    1-3. Utilizando a restauração temporária: Fazer um sulco na restauração temporária
    1-4. Utilizando a coroa de metal: Fazer um sulco na coroa de metal

    2. Tratamento do segundo molar inferior esquerdo inclinado para lingual
    Inserção de dois microimplantes no lado vestibular
    Diferenças entre os casos 1-1 e 1-2

    3. Aplicação de microimplante para extrusão
    3-1. Tratamento para cáries subgengivais do segundo molar inferior direito
    Regeneração do osso alveolar e da gengiva com a aplicação do microimplante
    Caso usando um implante restaurador – historicamente difícil
    Métodos para extrusão
    3-2. Tratamento para cáries subgengivais do segundo molar superior esquerdo
    3-3. Melhorias nos casos de acesso às cáries subgengivais e das condições periodontais do segundo molar superior esquerdo
    Cuidado com a inserção do microimplante na proximidade do seio maxilar
    Métodos diferentes de se obter novas inserções

    4. Melhorias do envolvimento da região da furca e da bolsa periodontal com a extrusão e a verticalização usando microimplante

    5. Aplicação simples: Caso 1. Restabelecimento adequado da função oclusal com tratamento ortodôntico usando microimplantes
    Procedimentos de tratamento
    Cimentação da prótese final

    6. Aplicação simples: Caso 2. Tratamento ortodôntico com condições periodontais severas usando mecanismos simples com microimplante de ancoragem
    Diagnóstico e plano de tratamento
    Procedimentos de tratamento

    Conclusão

    Preocupações potenciais

    – INSERÇÃO DO MICROIMPLANTE
    a.Instrumentário

    b. Procedimento de inserção
    1) Autoperfuração: O método mais comumente utilizado
    2) Técnica de dois passos: Perfurar seguindo o orifício piloto, em caso de osso cortical denso
    Cursor para broca
    3) Incerteza do contorno do osso: Elevação do retalho como última tentativa de inserção
    4) Medicação após a inserção do microimplante
    5) Cuidados pós-inserção
    6) Remoção do microimplante

    c. Potenciais problemas durante a inserção
    1) Contato com a raiz pelo microimplante
    2) Perfuração do seio maxilar
    3) Inclinação do microimplante

    d. Problemas após a inserção
    1) Irritação do tecido mole pela cabeça do microimplante
    2) Inclinação ou quebra do microimplante
    3) Microimplante encaixado na mucosa
    4) Microimplantes afrouxados

    e. Para minimizar a falha: Manter um adequado bloqueio entre o microimplante e o osso cortical
    1) Seleção do microimplante
    2) Desempenho da chave
    3) Tempo de carga da força ortodôntica
    4) Possibilidade de carga imediata

    Conclusão: Possibilidades futuras da ortodontia com microimplante de ancoragem

    Referências

  • TEXTO DO AUTOR

    Já faz mais de 15 anos que eu comecei a fazer ancoragem com microimplante em minha prática ortodôntica. Eu descobri que era capaz de realizar Pequenos Movimentos Dentários (PMD) de um único dente sem receio de perda de ancoragem dos dentes adjacentes. Antes do uso de microimplante de ancoragem, eu tentei várias estratégias de controle de ancoragem, tais como o aumento do número de dentes na unidade de ancoragem. Infelizmente, eu ainda observei algumas perdas de ancoragem e frequentemente o tratamento planejado não prosseguiu com uniformidade. Por fim, eu percebi as limitações da ancoragem do sistema dento-suportado e, desse modo, eu me dediquei a métodos alternativos. Finalmente tentei usar implantes como fontes de ancoragem absoluta e, por causa da minha inexperiência e falta de conhecimento em implantes, eu consultei um colega a respeito deste assunto. Sua ideia inicial era: “Dr. Hayashi, eu não recomendo o uso de implantes porque eles são facilmente deslocados. Eu esperaria um prognóstico ruim, se um elemento fosse colocado.” Eu subsequentemente lhe questionei: “então, a remoção do implante não deve ser difícil?”. Surpreendentemente, a resposta dele foi “eu, na verdade, parei de usar implantes como um procedimento permanente por causa da instabilidade e da fácil remoção”. Nossa conversa deu-me uma percepção sobre a facilidade da colocação e da remoção dos implantes. De fato, durante este período, a taxa de sucesso dos procedimentos com implantes foram baixas e, por isso, os protocolos não foram formalmente estabelecidos. Devido aos procedimentos novos associadoa à minha inexperiência, eu ainda não estava apto a oferecer esta técnica aos meus pacientes. Assim, eu recorri à minha mãe, a qual se tornou minha primeira paciente com implante. Ela tinha uma crista desdentada unilateral, em que eu tentei fazer um movimento ortodôntico para distal de um único pré-molar, usando um implante como suporte para ancoragem na área. Os objetivos foram atingidos com sucesso e, atualmente, minha mãe está com seus 70 anos e funcionalmente muito bem, sem fazer uso de dentaduras. O resultado deste caso me levou a expandir este uso para outros casos, os quais foram publicados no capítulo ‘Uma Abordagem de Tratamento Detalhada do Movimento Dentário por meio dos Implantes de Ancoragem’ (1998, Sunashobo Publishing Co. Ltd.). Estes foram meus primeiros anos de implantes ortodônticos. Este livro foi traduzido no ano seguinte na Coreia pelo Dr. Hyeon-Shik Hwang, professor da Universidade de Jeon Nam, Faculdade de Odontologia, Departamento de Ortodontia da Coreia e professor visitante da Universidade da Pensilvânia, Faculdade de Medicina Dental, Departamento de Ortodontia. Como o Dr. Brwang era um ortodontista, o implante ortodôntico se tornou amplamente aceito pelos ortodontistas da Coreia. Atualmente, existem cinco companhias coreanas produzindo microimplantes para tratamento ortodôntico. O implante ortodôntico está, agora, passando para um próximo estágio com a introdução dos microimplantes. O microimplante ortodôntico é, simplesmente, uma versão menor do implante protético. Devido ao seu tamanho menor, facilidade de colocação, uso e remoção, conceitos inovadores para o tratamento ortodôntico foram amplamente desenvolvidos. Com o advento dos microimplantes, os aparelhos ortodônticos e os movimentos dentários foram simplificados significativamente. Este livro documenta informações relacionadas aos microimplantes ortodônticos. Por esta razão, eu realmente acredito que este é um guia essencial para PMD, com o uso de microimplantes por ortodontistas, assim como pelos clínicos gerais.

    Haruyuki Hayashi

  • Autor(es)

    Haruyuki Hayashi

    Edição

    1º Edição

    Ano

    2010

    Nº de Páginas

    0.400

    Idioma

    Português

    Encadernação

    Brochura

    ISBN978-85-60842-15-5
    Peso0.5 kg
    Dimensões21 × 28 × 2 cm