Gestão de pessoas

Autor(es): Maria José Carvas Pedro | Maria de Fátima Abud Olivieri

R$55,00 E frete grátis para todo o Brasil!

  • SUMÁRIO

    ABREVIATURAS

    INTRODUÇÃO

    – HISTÓRICO
    1.1 – EM QUE REALIDADE?
    1.2 – INFLUÊNCIA DOS TEMPOS MODERNOS
    1.3 – EVOLUÇÃO DA GESTÃO EM SAÚDE
    1.4 – IMPORTÂNCIA DE GESTÃO EM SAÚDE

    – EMPREENDEDORISMO
    2.1 – IMPORTÂNCIA DO EMPREENDEDORISMO
    2.2 – CONCEITOS
    2.3 – PERFIL DO EMPREENDEDOR
    2.4 – CARACTERÍSTICAS DO EMPREENDEDOR
    2.5 – DA IDÉIA À REALIDADE
    2.6 – ATITUDES DO EMPREENDEDOR

    – QUALIDADE EM SERVIÇOS
    3.1 – DEFINIÇÕES
    3.2 – PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DE SERVIÇOS
    3.3 – EVOLUÇÃO HISTÓRICA DOS SERVIÇOS
    3.4 – CULTURA DE SERVIÇOS
    3.5 – INOVAR PARA RENOVAR
    3.6 – CONCEITO DE QUALIDADE
    3.7 – IMPORTÂNCIA DA QUALIDADE
    3.8 – PADRÃO DE QUALIDADE EM SERVIÇOS
    3.9 – DETERMINANTES DE QUALIDADE EM SERVIÇOS
    3.10 – AVALIAÇÃO DE QUALIDADE EM SERVIÇOS FEITA PELO CLIENTE

    – CLIENTES
    4.1 – O QUE É UM CLIENTE?
    4.2 – IMPORTÂNCIA DO CLIENTE
    4.3 – TIPOS DE CLIENTES
    4.4 – ATENDIMENTO AO CLIENTE

    – GESTÃO DE PESSOAS
    5.1 – GESTÃO DE PESSOAS
    5.1.1 – FUNDAMENTOS E IMPORTÂNCIA
    5.1.2 – TENDÊNCIAS DA FUNÇÃO DE GESTÃO DE PESSOAS
    5.1.3 – RECRUTAMENTO E SELEÇÃO COMO RESPONSABILIDADE DA GESTÃO
    5.2 – CULTURA ORGANIZACIONAL
    5.2.1 – O QUE É CULTURA ORGANIZACIONAL?
    5.2.2 – CONCEITOS E DEFINIÇÕES
    5.2.3 – GESTÃO DE CULTURAS ORGANIZACIONAIS
    5.2.4 – INFLUÊNCIA DA CULTURA ORGANIZACIONAL
    5.2.5 – PESQUISA ORGANIZACIONAL E SUA INFLUÊNCIA NA PRODUTIVIDADE
    5.2.5.1 – CLIMA ORGANIZACIONAL
    5.2.5.2 – PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL
    5.2.5.3 – O QUE É PRODUTIVIDADE
    5.2.5.4 – INFLUÊNCIA NA PRODUTIVIDADE
    5.2.5.4.1 – INFLUÊNCIA NEGATIVA NA PRODUTIVIDADE
    5.2.5.4.2 – INFLUÊNCIA POSITIVA NA PRODUTIVIDADE
    5.2.5.5 – AVALIAÇÃO DOS RESULTADOS
    5.2.6 – MUDANÇA ORGANIZACIONAL
    5.2.6.1 – MUDANÇA CULTURAL
    5.2.6.2 – PROCESSOS DE MUDANÇAS
    5.2.7 – AMBIENTE ORGANIZACIONAL
    5.2.8 – DESEMPENHO DA ORGANIZAÇÃO
    5.2.9 – DA TEORIA Á PRÁTICA
    5.3 – LIDERANÇA
    5.3.1 – O PAPEL DO LÍDER
    5.3.1.1 – ESTILOS DE LIDERANÇA
    5.3.2 – MERCADO ESTÁVEL X MERCADO EM MUDANÇA
    5.3.2.1 – COMO ERA E COMO ESTÁ
    5.3.3 – PAPEL ESTRATÉGICO DO NOVO LÍDER
    5.3.4 – INFLUÊNCIA DO MERCADO NA LIDERANÇA
    5.3.5 – PREMISSAS DE ORGANIZAÇÕES DE APRENDIZAGEM
    5.3.6 – COMO ORGANIZAR E DESENVOLVER UMA EQUIPE DE TRABALHO
    5.3.7 – IMPORTÂNCIA DO TRABALHO EM EQUIPE
    5.3.8 – ADMINISTRANDO CONFLITOS
    5.3.9 – FEEDBACK, NECESSÁRIO PARA O CRESCIMENTO
    5.4 – MOTIVAÇÃO
    5.4.1 – IMPORTÂNCIA DA MOTIVAÇÃO
    5.4.2 – CONCEITOS BÁSICOS DE MOTIVAÇÃO
    5.4.3 – QUALIDADES ESSENCIAIS DA MOTIVAÇÃO
    5.4.4 – FATORES QUE AFETAM A MOTIVAÇÃO
    5.5 – TREINAMENTO
    5.5.1 – TREINAMENTO COMO FATOR DE DIFERENCIAÇÃO
    5.5.2 – AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO
    5.5.3 – BUSCANDO A EFICIÊNCIA
    5.6 – COMPETÊNCIAS OU TEMPEREMENTOS?
    5.6.1 – A PSICOLOGIA ORGANIZACIONAL – O NOVO RH
    5.6.2 – CULTURA ORGANIZACIONAL E COMPETÊNCIAS – TEMPERAMENTO DAS PESSOAS PARA SE TRABALHAR EM CADA ÁREA
    5.6.3 – SELEÇÃO POR COMPETÊNCIAS
    5.7 – TALENTOS
    5.7.1 – A ERA DO CONHECIMENTO
    5.7.2 – DESCOBRINDO TALENTOS E HABILIDADES
    5.7.3 – CONTRATE COMPETÊNCIAS E NÃO PESSOAS!
    5.7.4 – AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO
    5.8 – RESPONSABILIDADE SOCIAL E ÉTICA
    5.8.1 – O QUE É RESPONSABILIDADE SOICIAL?
    5.8.2 – CONCEITOS DE ÉTICA
    5.8.3 – CRESCENDO CO ÉTICA
    5.8.4 – RESPONSABILIDADE NO TRABALHO
    5.8.5 – DESEMPENHO DO PROFISSIONAL
    5.8.6 – ABSENTEÍSMO
    5.8.7 – QUALIDADE DE VIDA NO TRABALHO (QVT)

    – PERFIL DO PROFISSIONAL DA ÁREA DA SAÚDE – PESQUISA CIENTÍFICA
    6.1 – INTRODUÇÃO
    6.2 – RESULATADO E DISCUÇÃO

    CONCLUSÕES DO PERFIL DO PROFISSIONAL

    CONSIDERAÇÕES FINAIS

    REFERÊNCIAS

  • TEXTO DO AUTOR

    Nosso principal objetivo neste livro é apresentar uma visão diferenciada da Gestão de Pessoas no segmento da saúde, não apenas citando os conceitos já conhecidos e consagrados que norteiam o assunto, mas, de maneira especial, provocando uma reflexão da importância do entendimento do ser humano na sociedade atual.

    Considerando a velocidade das inovações, por meio do avanço constante da tecnologia, o ser humano imerge numa rotina sistematizada e angustiante de buscar, a todo custo, os valores que o seu subconsciente coloca como fundamentais para a vida e para sua inclusão e/ou manutenção na sociedade.

    Podemos dizer que, sem uma visão transparente das pressões que sofrem as pessoas e suas reações comportamentais aos estímulos que recebem no meio social, no qual o “fechar dos olhos” para as considerações e valores humanos torna-se uma constante, administrar pessoas ou exercer a gestão de pessoas torna-se uma tarefa insatisfatória que, ao longo do tempo, transforma-se em resultados negativos para o profissional dessa área.

    Muitas denominações têm sugerido a fim de auxiliar e conscientizar os profissionais da área da saúde quanto à gestão de pessoas. A título de conhecimento podemos dizer o neuromarketing, que consiste em mais uma ferramenta de estímulo, e a neurociência cognitiva e comportamental, que, segundo Kandel, consiste numa combinação de métodos de uma variedades de campos da biologia celular, neurociências de sistemas, neuroimagem, psicologia cognitiva, neurologia comportamental e ciência computacional, as quais deram origem a uma abordagem funcional do encéfalo, denominada neurociência cognitiva.

    Nesse misto de computador e cérebro, encontra-se o homem atual, que requer uma habilidade especial para ser compreendido, treinado e estimulado, a fim de corresponder às expectativa de um mercado globalizado, no qual o fator principal das negociações está ligado ao ser humano, que é elemento essencial da vida, o objeto da Gestão de Pessoas.

    As Autoras

  • Autor(es)

    Maria de Fátima Abud Olivieri, Maria Jose Carvas Pedro

    Idioma

    Português

    Encadernação

    Capa dura

    ISBN978-85-60842-02-5
    Peso0.3 kg